«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
sexta-feira, junho 23, 2006,1:32 da tarde
Vitorino

Gosto cada vez menos do Vitorino.
Para além da idiotice geral que o classifica e que me faz ser de direita da maneira como sou, neste último cd que lançou, entitulado "Tudo" ou qualquer coisa assim, há um reparo desgraçado que tenho a fazer: não há qualquer referência aos autores de canções que não são dele, tal como uma dos Rio Grande, uma do Jorge Palma (que é de esquerda mas eu até gosto dele) e duas do Zeca.
Quando há, portanto, um anormal destes que defende acerrimamente os direitos de autor mas depois não é totalmente honesto com os de companheiros ou camaradas (como ele tanto gosta de chamar), pois deixa-me que te diga sr. Vitorino: é um grandessíssimo filho-da-puta.
Nota-se claramente que ainda não superei os traumas de ter lido Alberto Pimenta.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤