«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
sábado, julho 08, 2006,8:31 da manhã
Costa dos Murmúrios
Pois é. Sou incrivelmente teimoso.
Quando não tenho ninguém à minha volta com quem teimar, teimo comigo mesmo e isso costuma geralmente ter consequências nefastas na minha vida.
E foi isso mesmo que aconteceu ontem.
Depois de não ter gostado do livro, atrevi-me a ver o filme e, claro está, voltei a não gostar.
O que vale é que o dinheiro do aluguer ainda estava dentro do bónus adesão inicial.
Como nota de despedida, lembro-me da primeira vez que me falaram de Lídia Jorge. Foi num dia chuvoso de inverno, o João de Melo num daqueles corredores do Liceu dos anos 40, que me aconselhou vivamente a lê-la. Hoje sei que naquela altura não me quis bem.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤