«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
quarta-feira, julho 05, 2006,1:40 da tarde
Sonoridades
O português é das línguas menos sonoras que conheço.
Estava para aqui a fazer uma tradução da receita de rabanadas, quando me aparece a palavra gema. Como não sabia (bom cristão que sou que assumo as minhas falhas e faltas), fui ver ao dicionário e eis que me surge yolk.
Digam lá yolk com aquele sotaque tramado do yorkshire.
Repitam.
Agora digam gema.
Geminha.
Enquanto yolk se parece terrivelmente com o barulho que surge quando a gema cai nalgum lado e até à maneira como ela cai, gema soa-me a um menino impertinente e chato a pedir para ir à casa de banho.
E ninguém me conseguirá convencer do contrário.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤