«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
sexta-feira, agosto 04, 2006,2:20 da tarde
Loucura
Desde pequeno que sempre associei as pessoas que andavam de sacos de plástico na mão a um certo estatuto mental. Claro está que nunca foi ao de perfeitamente sano.
Hoje, vim até à escola munido de um saco de plástico onde pontificavam alguns cds, umas bolachas, a moleskine e o livro do Xico Zé que ando a ler.
Não sei. Confesso que tenho um certo receio de tirar conclusões ou uma única conclusão.
Refugio-me no Lucky Luke a ouvir The Sound numa louca experiência revivalista.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤