«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
sexta-feira, setembro 29, 2006,5:07 da tarde
Questão referencial
Depois de um encontro em Beja onde o que mais se ouviu foi pessoas a dizerem que já em casa se lia e se contavam estórias e que por causa disso enveredaram por uma carreira semi-artística, desta feita foi o escritor Mário Cláudio no artigo que escreveu para o Expresso da semana passada.
Como não-leitor do supracitado escritor ( o que me garante uma maior liberdade de pensamentos e até mesmo uma certa impunidade mental), confesso que me irritou ele escrever que a avó lia Blasco Ibañez.
Eu já li Blasco Ibañez. Será que isso me faz ser igual à sua avó? Será que foi por isso que começou a escrever? Não percebo.
Este sistema de contestação interior já vem do meu pai que o tinha herdado do meu tio avô, que por sua vez casou com a filha de um primo contestatário e por isso eu contesto. Está-me no sangue.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,2:14 da tarde
Outono
Ouvi dizer que ouvir Portishead até à quase exaustão neste início de Outono semi-chuvoso não abona nada em favor da boa sanidade mental.
Já agora, porventura algum dos humildes e generosos leitores deste espaço cibernético a que chamam blogue já leu Enrique Vila-Matas?
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,11:24 da manhã
Shakespeare
Era isto que me faltava saber...
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,10:16 da manhã
Citador
Por vezes sinto necessidade de citar um poeta ou partes de um poema. Como não sou assim tão fã de poesia como parece, limito-me a inventar uma frase, complementando-a com um "como diria o poeta".
A partir daqui as pessoas ou assumem que "o poeta" é Fernando Pessoa, ou então questionam-me sobre qual é o poeta que tão bem conseguiu expressar o sentimento humano. Embevecido com o elogio indirecto, digo o nome de um qualquer poeta beat ou galego e, se preciso for, invento uma biografia agitada com muito álcool e infelicidades amorosas.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,10:04 da manhã
Problemas de lateralidade
No episódio de ontem do Dr House na pura e lusitana TVI, soube-se finalmente o desfecho da doença do Dr. Foreman, que, tendo-se safado, ficou com um problema de lateralidade.
Este é, contudo, um dos problemas mais comuns entre nós, portugueses, uma vez que se vota em partidos de esquerda e se rejubila quando governam com políticas de direita.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
quinta-feira, setembro 28, 2006,12:34 da tarde
Relatividade do peso
Há medida que vou lendo um livro, vou lá guardando todo o tipo de panfletos e papéis que acho que me servirão no futuro lá dentro.
Escusado será dizer que quando estou a acabar de ler um normal livro de 300pp, o seu peso já subiu consideravelmente, tornando-o cada vez mais difícil manuseá-lo.
Isto a vida é feita de novos desafios que nos obrigam a melhorar a nossa destreza em todos os seus campos...
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 4 comments
,12:11 da tarde
Livro da semana

Esta semana o livro foi mesmo Nação Prozac, o que até tem uma certa piada, tendo em conta a actual conjuntura e outras coisas que tais, como o meu estado de espírito.
No fundo Wurtzel desmonta a estrutura da nossa sociedade, onde só pode existir um tédio de viver face a tudo o que nos rodeia. No entanto, está sempre presente o sentimento de yupppie cultural, o que não deixa de ser terrivelmente curioso.
A tentativa de fuga constante e tentativa de alienação, serão, possivelmente, os pontos fortes de um livro envolto numa escrita intensa.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 3 comments
quarta-feira, setembro 27, 2006,6:54 da tarde
Coração vs razão
Descansem os honrados leitores deste blog que não irei dissertar interminavelmente sobre o romantismo, pois felizmente já superei os traumas do nosso sistema de ensino.
Irei, pois, falar de forma breve e sucinta da noite europeia de ontem.
Sentado no Toni dos Bifes (ali no Saldanha) com o SLB de um lado e o FCP do outro. Dilema: ver um bom jogo de futebol, ou sofrer desalmadamente pelo eterno glorioso do passado?
Sendo que ao estar onde estava, a resposta só poderia ser um sofrimento atroz seguido de uma derrota que o Record classifica impiedosamente como "falta de pernas"
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
terça-feira, setembro 26, 2006,9:56 da manhã
+ schotako...
Descobri, por uma dessas ironias da vida, que é o centenário de nascimento do referido compositor russo que teve uma daquelas típicas relações amor/ódio com o regime soviético. Embora toda a gente me garanta que ele já esatá morto e bem enterrado, sinto um certo receio de o encontrar numa esquina de Lisboa a contar os pombos que corroem o património alfacinha.


PS- confessar os medos não é ser fraco, mas sim qualquer coisa que a Igreja Católica chama de franqueza...
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
segunda-feira, setembro 25, 2006,6:16 da tarde
Post musical
Enquanto estava no carro pus em dia a minha parca evolução de conhecimento musical ao ouvir os meus dois (2) minutos anuais de hip-hop na Antena 3, mudando em seguida para a Antena 2 onde ouvi a quase integridade do concerto para violino em Dó # menor do Schostakovich. Isto, porque pela graça de não sei quem, celebra-se agora qualquer coisa que não quero saber e por isso é só publicidade por todo o lado e a oportunidade de o ouvir na rádio.
Menos mal que assim seja.
Ao regressar a casa, regresso igualmente aos álbuns do Caetano (nada dessas coisas novas do Cê e nâ sê quê más) e Doors e tudo o que de clássico por aí tiver espalhado.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,11:05 da manhã
Ao fecho
Um pouco por todo o lado as pessoas queixam-se de quando fecha uma loja, um jornal, alguma coisa que as tenha marcado. A grande questão que se levanta é mesmo a de saber porque é que fecharam?
Embora isto possa parecer uma réplica tardia (qual terramoto) sobre o fim do Independente, é mesmo a minha reacção furio-matinal sobre o artigo de um destes senhores no último número da Visão.
Sendo que ele próprio confessa que já não frequentava a loja, como se pode queixar de que ela tenha fechado?
A única que eu realmente lamentei foi o ter fechado a loja de brinquedos da minha infância e que, por razões óbvias do crescimento humano, deixei de frequentar, sendo que sempre acalentei a esperança de o voltar a fazer graças a esse mesmo crescimento que dela me afastou.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
domingo, setembro 24, 2006,8:31 da tarde
Sol
Embora esteja a chover, ainda há Sol em Grândola.
Já agora, a página está... solarenga (to say the least).
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,8:29 da tarde
Questão retórica
Agora que já estamos no Ramadão será que...
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
sábado, setembro 23, 2006,8:16 da manhã
Espanto!
Se há coisa que me espanta são as pessoas que vêm a este blogue enganadas. Claro está que a culpa é claramente do google que indicia resultados cibernéticos para aqui.
Ao consultar o statcounter, dou-me com algumas de explicação mais ou menos fácil e evidente. A reparar:


magnify visitor23 Sep04:19:53www.google.com.brobras de gustavo klimt
magnify visitor22 Sep23:44:23www.google.ptxantarim bar
magnify visitor22 Sep22:00:33www.google.com.brdesvendar seu misterio adoro
magnify visitor22 Sep17:48:11www.google.ptmarta torrão
magnify visitor22 Sep15:50:51www.google.com.brcervejaria portugalia
magnify visitor21 Sep23:26:36www.google.ptentrevista antigo escuteiro
magnify visitor21 Sep22:52:56www.google.com.brcomparação emtre o filme sociedade dos poetas mortos e o poema o captain my captain
magnify visitor21 Sep15:05:40www.google.ptfim de semana em vizela letra ena pa
magnify visitor21 Sep09:44:33www.google.co.uk
magnify visitor21 Sep05:20:01www.google.com.brcapitao meu capitao de walt whitman
magnify visitor20 Sep23:13:06www.google.com.brnarração na terceira pessoa do singular ,sobre eleição de 2006
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,8:11 da manhã
Sol
Quando se diz que o Sol quando nasce é para todos, é oura e simplesmente mentira: Se por um lado há todos aqueles povos escandinavos que passam meses sem saber o que é sol e os inevitáveis britânicos que poderão falar da chuva, mas muito raramente do sol(tirando o sol espanhol, claro está).
Pois eu apiedei-me desses povos e só hoje, uma semana depois, me decido a ler o primeiro Sol.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
sexta-feira, setembro 22, 2006,8:47 da tarde
Pelas Palavras Andarilhas
Pois será normal que, após fugir das câmaras da RTP2, me enfio num workshop Zen e ainda agora procuro os pedaços do meu Eu desintegrado?
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
quinta-feira, setembro 21, 2006,1:28 da tarde
Indignação dos hispânico-fanáticos
Porquê, pá? A leres um épico da literatura espanhola como El árbol de la ciencia e depois nem te dignas a nomeá-lo livro da semana? És um horror...
Serei. Pois serei.
A escrita de Pio Baroja desintegrou-me como sendo naïve e tremendamente masculina,o que só fica mal num escritor de posição esquerdista tão demarcada quanto ele. Se aquele é o seu melhor livro, estou convicto que nunca mais lerei nenhum dele.
Contudo, vi nele um pouco de muita da nossa esquerda actual, principalmente daquela de tipo parasitário que coabita os nossos subúrbios e a Avenida de Berna (serão os mesmos?) com uma certa intensidade.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,1:21 da tarde
Livro da semana

Em A colher de Samuel Beckett a tal revelação contínua de 2001 (já leva 12 livros publicados desde então) consegue criar uma cena tipicamente Becketiana que se prolonga genialmente durante toda a peça, fazendo sempre lembrar o fatal Godot.
Para quem gosta de Beckett, tem aqui uma boa oportunidade para ler algo semelhante, para quem não gosta, se calhar aconselhava só a parte dos outros textos, onde é exposta um pouco de teoria teatral de uma forma curiosa e até literariamente embelezada.
O nível de alienação e de aparente non-sense de todos os textos que produz tem vindo a colocar Gonçalo M Tavares como um dos meus escritores preferidos. Vivos, claro está.
Uma referência.
Boa leitura!
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
quarta-feira, setembro 20, 2006,6:06 da tarde
Será coincidência
Leio em Gonçalo M Tavares:
"É preciso simular a idiotice. A estupidez salva. Não ser inteligente. Fugir de explicar."

PS- A minha manifesta falta de rigor científico proibiu-me de tomar nota da página e a minha preguiça de ir verificar no livro que está aqui ao meu lado.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,2:20 da tarde
Pio Baroja
Uma únic aparte em que concordei com Baroja e a sua árvore científica:
"ser inteligente constituía una desgracia y suelo la felicidad podía venir de la inconsciencia y de la locura"
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,10:57 da manhã
Irritação
Acho absolutamente tenebroso descobrir um blogue com um título fantástico (capaz de gerar em mim o mais profundo sentimento de inveja) e cujo conteúdo é... (oh meu Deus, faltam-me adjectivos!!! Abro o dicionário ao calhas e sai-me "lacerável", que com jeitinho até se aplica).
Contudo, não sei o que dirão os leitores deste humilde blogue em lusitano idioma.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,9:06 da manhã
Quem é que ainda se lembra disto?
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 2 comments
,8:11 da manhã
Furacão Gordon
Até os furacões
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,8:10 da manhã
Sopas e papas de leite
Quem me recomenda descanso absoluto, não sabe o mal que me está a fazer a mim e o bem à humanidade.
Cambada de inconscientes!
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
terça-feira, setembro 19, 2006,9:09 da manhã
CAF IV
Jantar convívio. Grupo de portugueses convive como só os portugueses sabem fazer, a comer e falar desmesuradamente com uma única preocupação de conviver, pois para isso é que ali estávamos.
Chegada a hora de um espectáculo que iria abrilhantar a noite, a organização não hesitou em apagar todas as luzes do recinto onde estava a ser servida a comida, independentemente do facto de as pessoas já terem ou não acabado de comer.
Embora alguns bravos lusos se tenham indignado e continuado o seu manjar, conseguiram ser intimidados a presenciar o espectáculo, sob pena de não respeitarem os artistas.
O espectáculo, esse, é que deveria ter ficado às escuras, pois teria facilitado o sono a muitos dos presentes.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,8:57 da manhã
CAF III

Os franceses têm uma consciência dos seus direitos inalienáveis deturpada o suficiente a fim de tornar o processo de condução rodoviária uma coisa verdadeiramente tenebrosa.
Partindo do tal princípio de que eu (indivíduo) tenho direito de utilizar a estrada (fruto dos dinheiros públicos) da maneira que me aprover, posso afirmar com conhecimento de causa, que apitam mais do que seria razoável.
Situação:
Perante a presença de um veículo, um homem decide atravessar a estrada fora da passadeira como se o fizesse perante um sinal verde para os peões. Uma vez avisado pelo ocndutor do veículo e prestes a ser atropelado violentamente, saltou para o passeio e iniciou uma chorrilhada de vitupérios digna de um jogo de futebol. O motorista, esse, foi a apitar de forma esquizofrénica até desaparecer abençoadamente na linha do horizonte.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
segunda-feira, setembro 18, 2006,11:50 da manhã
Constatação
2ª de manhã e já não há sol em Grândola
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,10:36 da manhã
Madredeus Electrónico
Para marcar definitivamente o meu regresso à lusa civilização, decido ouvir aquilo que nunca tive, pelo menos até ao presente momento, de ouvir: Madredeus Electrónico.
Para início de manhã meio outonal não caiu nada mal.
Depois de tanta crítica interior, a minha opinião só poderia ser positiva.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,9:22 da manhã
CAF II
Sendo um estranho numa terra estranha, apanho um autocarro e quando na última paragem pergunto ao motorista onde fica já não sei o quê, o senhor responde-me com um grunhido, sendo-me apenas perceptível que aquela era a última paragem e porque é que ainda não tínhamos saído.
Agradeço, e vejo-me numa terra deserta onde os únicos seres vivos perceptíveis num raio de 500m (mais ou menos o que ainda permite a minha deficitária visão) são magrebinos.
O que vale é que ao chegar ao hotel e deparar-me com esta vista faz esquecer muita coisa...
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,9:16 da manhã
CAF I
Centro comercial.
Mapa de Informações.
Três senhoras estão interessadas na parte esquerda do mapa, ao passo que eu estou na direita.
Ao se aperceberem do facto de eu estar a tentar ver o mapa ao mesmo tempo que elas, deslocaram-se em bloco para a direita a fim de me dificultar a visão do mesmo.
Efectivamente, só consegui ver o que queria quando elas sairam.
"Obrigado", pensei eu.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 3 comments
domingo, setembro 17, 2006,10:20 da tarde
I'm back e introdução ao CAF
Depois de uma semana longe do que quer que fosse que me fizesse lembrar o que quer que fosse, regressei intrépito, enfrentando o que quer que haja para enfrentar e aqui estou, pronto a relatar pequenos episódios de CAF (Civilizados Amigos Franceses).
Enfim. Vim, sobretudo, a tempo de ver o Luisão marcar o golo da vitória ao minuto 29. Nem bom nem mau, muito pelo contrário, como disse o ex-selecionador nacional Humberto Coelho há uns anos(Oh, como a idade pesa).
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
quarta-feira, setembro 13, 2006,9:07 da tarde
+ globalização
Estar num hotel de uma cadeia norte-americana(Radisson), numa cidade francesa (Lyon), a beber uma cerveja japonesa (Sapporo) e a ver o jogo do Lyon numa televisão holandesa ( Philips).
La biére n'est pas mal
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 2 comments
segunda-feira, setembro 11, 2006,4:34 da tarde
O verdadeiro 11 de Setembro
Hoje Portugal sofreu O verdadeiro 11 de Setembro ao ser inaugurado o novo ano escolar. Também eu não deixei passar em claro a data e fui cortar o cabelo só para poder ter a oportunidade de ouvir os foruns abertos da Antena 1.
Uma vez que (verdadeiramente inédito e auspicioso) o barbeiro resolveu não abrir o fórum de discussão comigo, abri eu um internamente. Embora tenha tirado diversas elações durante os 20 minutos de prazer de sentir o cabelo a desaparecer, cheguei a uma única conclusão:
os portugueses não gostam uns dos outros.
Os professores prometem fazer de tudo para não ensinar de acordo com o que seria esperado e os não-professores rejubilam com a parte negra da vida docente.
Se calhar eu deveria ser espanhol.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,9:20 da manhã
GNR
Os GNR conseguiram o improvável: pôr a Uma Thurman a dançar aquela versão da música do Roberto Carlos, sendo que o nosso mui querido Rui Reininho faz, claro está, de Travolta. Será, portanto, o nosso Rui Travolta.
Seja como for, o que eu gostaria mesmo de ver era a Uma Thurman revoltar-se e dar a injecção de adrenalina ao Reininho. Pode ser que resultasse.
Para bem da nação, claro está.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,9:17 da manhã
Pai, pai?


Dentro de momentos haverá um novo orfão ali para os lados do Largo do Rato.
(Confesso que tive sérias dúvidas sobre qual dos dois havia de pôr à esqurda ou na esquerda deste post)
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
sábado, setembro 09, 2006,9:29 da manhã
Novo Expresso
É hoje, a uma semana do lançamento do novo semanário, que o Expresso se torna menos espesso. Em dinheiro e em volume.
Assim seja.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
sexta-feira, setembro 08, 2006,10:36 da manhã
Transportes Públicos
Os transportes públicos só funcionam qunado nada esperamos deles.
Assim aconteceu comigo hoje, onde consegui apanhar um autocarro em Sines rumo a Grândola numa questão de minutos.
Já em viagem, e ligeiramente incomodado com o facto de fazer parte de uma minoria portuguesa no seu interior e com os olhos a arderem-me e a impedirem a continuação da leitura do Diário Remendado e arranjar maneira de dele fazer uma Leitura Remendada, achei bonito ouvir o Streets of Philadelphia acompanhado pela paisagem alentejana.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,10:32 da manhã
Animais

Há animais que têm uma capacidade inata de conquistar a nossa simpatia. As cegonhas, que nunca fizeram nada (pelo menos que tenha visto) que fosse meritório de uma Ordem do Infante, são desses animais.
E contra isso, nada consigo fazer...
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
quinta-feira, setembro 07, 2006,12:35 da tarde
Maldito Dostoievsky!!!!!!!
Hoje foi a primeira vez que elegi um livro da semana que ainda não acabei de ler.
A meu favor joga apenas o facto de ser um diário e, portanto, não acarretará nenhum tipo de conclusão bombástica no final ( tirando o posfácio do João Pedro George do qual já li metade), pelo que grande parte da recensão possível já foi feita.
Mas a verdade é que o malvado do Dostoievsky teve que escrever aquele Crime e Castigo e eu tive que o ler de livre vontade e assim ter que escrever este post a fim de aliviar este meu sentimento de culpa.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 2 comments
,8:35 da manhã
11 de Setembro
Agora que nos estamos a aproximar a uma velocidade estonteante de mais uma celebração do evento que mudou definitivamente o nosso quotidiano, receio não voltar a ligar a tv nos próximos tempos. Não que o faça com frequência, mas agora é que não o vou fazer mesmo para não ter a minha liberdade invadida com a tradicional esquerda modernaça a defender os pobres autores do massacre que estão mortes e a criticar o (infelizmente) ainda vivo George W. Bush. E isto tudo em defesa da tolerância.
Ontem no Público o Rui Ramos falava de um líder neo-nazi britânico que se filiou num movimento muçulmano radical, onde encontrou finalmente a possibilidade de exprimir a sua revolta para com o mundo ocidental.
Por estas e por outras é que me arrisco a não conseguir acender o televisor nos próximos 5 dias.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,8:21 da manhã
Livro da semana

Lê-lo ao ouvir o 2002 do Carlos Bica & Azul é uma daquelas coisas que ainda vale muito a pena nesta vida.
Pelo menos para mim.
A escrita de Pacheco é tremendamente cativante, fazendo lembrar um Bukowski de cariz plenamente suburbano, onde a preocupaçã monetária é uma constante.
Devia ter lido isto enquanto estudante, ou afinal... se calhar agora também é boa altura.
Seja como for, já só ocnsigo pensar numa leitura remendada para um futuro mais ou menos próximo.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
quarta-feira, setembro 06, 2006,9:39 da tarde
Mudanças
Temendo a entrada do novo semanário no mercado, grandes são as mudanças que se esperam no Espesso deste próximo dia 9. Mais barato, mais pequeno e com maior oferta.
Só por isto, já valeu a pena o Saraiva ter saído, pleo que aqui fica o meu sentido desejo de Parabéns, pois nunca antes tinha feito tanto pelo jornal.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,9:35 da tarde
Finalmente
O homem que para mim sempre tinha representado na plenitude a frieza germância vai finalmente abandonar a F1. Claro está que não é preciso ninguém esforçar-se muito para descobrir quem é.
Que Schumacher abandone e que a F1 volte a ser um desporto um pouco menos poluído.
Seja como for, acho que o meu ideal de adolescente já há muito que ficou perdido. Para as jovens gerações vitupero eu.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,8:59 da manhã
Insónia

Há várias razões que me impedem de conseguir dormir: o passado, o presente e o futuro.
Não conseguir dormir e pôr-me a ler um desses senhores da foto às duas da manhã no desconsolo da casa de banho, acreditem que também não me ajudou a dormir.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
terça-feira, setembro 05, 2006,12:07 da tarde
Cozinhar
Cozinhar ao som de jazz costuma ser óptimo mas não dar resultado.
Por isso mesmo troquei o cd de John Coltrane pelo de Ryan Adams.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,11:18 da manhã
Leio Jorge de Sena e não consigo gostar. Juro que me esforcei, que dei tudo por tudo, quase um litro de suor intelectual, mas os traumas dos seus prefácios às mais variadas obras por ele traduzidas e, ainda pior, à leitura de O Físico Prodigioso.
Senhoras e senhores, é oficial: não consigo gostar de Jorge de Sena.
Espero sensatamente que a idade me traga um pouco de discernimento.
Assim seja.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,10:03 da manhã
Pós
Sempre senti uma certa relutância por todos os indivíduos que se destacaram como pós-qualquer coisa.
Esses serão os verdadeiros reaccionários ( de acordo com o tal palavreado que ainda não saiu de moda em Portugal desde há trinta anos), que se recusam a evoluir, continuando a acreditar num projecto que tem pouco ou nenhum futuro. Caiem, por isso, frequentemente no exagero.
Casos de pós que me incomodam de momento: Thomas Pynchon; Portugal e eu próprio, depois de um encontro pós-universitário.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
segunda-feira, setembro 04, 2006,1:09 da tarde
Nova votação
Essa nova votação da direita começa a gerar polémica entre certas hostes.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,10:35 da manhã
Há coisas assim
Por muito que me esforce isto não me sai da cabeça...
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 2 comments
domingo, setembro 03, 2006,9:54 da tarde
Caso Mateus

A fim de conseguir perceber um pouco mais sobre o caos Mateus, resolvi fazer uma pesquisa no Google e a primeira imagem com que me deparei foi esta.
Prometo analisar cuidadosamente o caso e logo tirarei as minhas elações.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,2:40 da tarde
Thomas Pynchon
Na edição da Fragmentos de O leilão do lote 49 de Thomas Pynchon que estou a ler, grças a um conselho deste senhor, diz que só há uma foto do autor. Eu descobri, pelo menos, estas duas.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 1 comments
,2:13 da tarde
Análise estatística
Resolvi, a bem da minha sanidade, acabar com o precioso inquérito para saber que tipo de leitores recebe este tenebroso blogue, uma vez tiradas as minhas elações. De maneira pouco surpreendente, a vitória foi para o papel e caneta, que revela que a maioria dos meus leitores são autores de outros blogs e que esperam ansiosamente por naufragar a fim de poderem publicar um livro de memórias, qual DeFoe.
Os que votaram no fatal José Cid, demonstram um profundo espírito crítico e que vagueiam ainda sobre as sombras do movimento mais ou menos Indy, com a sua consequente subversão suburbana.
Quanto às únicas duas razoáveis, foram as menos votadas e nem juntas conseguiriam ser a maioria, quer dizer alguma coisa que não me apetece pensar agora.
O ponto positivo foi mesmo não haver nenhum saudosista que quisesse levar o poster do SLB campeão 93/94. Vá lá. Menos mau.
Desde já o meu muito obrigado a todos os votantes.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
sábado, setembro 02, 2006,10:16 da tarde
2,5?
No momento em que me preparava para pagar o Independente numa tabacaria da vila, fui abordado pela dona da mesma com um: Já viu? Dois euros e meio por este pedaço de papel tão fino.
Depois de a ter informado que esta seria a última edição do jornal, retribuiu-me com um ar de espanto, denunciando a leve conclusão de que terá sido por estas e por outras que foi a última edição.- Não sei. Isto já sou eu.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,9:47 da manhã
Matutino
Nada melhor do que acordar e dar uma volta pela blogosfera nacional e regional para saber o que se passa, o que se lê, o que se ouve.
Depois, como quem não quer a coisa, visto-me e preparo-me para enfrentar o mundo real e quotidiano.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
sexta-feira, setembro 01, 2006,11:59 da tarde
Sexta à noite e eu aqui...

Mesmo no fim de A Vida Inteira o autor que já foi citado anteriormente neste blog, afirma que o mundo está para acabar, pois é só isso que nos mantém (mais coisa menos coisa). Isto não poderá ser mais verdade para o presidente do Gil Vicente e para a minha manifesta desvontade de o ouvir numa sexta feira à noite.
Só por causa disso, aqui fica uma daquelas fotos que poderia ter sido tirada em qualquer lado, mas que foi mesmo em Castro Verde.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,9:17 da tarde
A fama
É a fama rapaz, é a fama...
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,9:12 da tarde
O que é isto?

Andei eu para aí num corropio louco para poder ver os últimos 20 minutos do jogo e é isto que me servem?
Regresso, pois, àquele mundo distante em que há apenas o futebol do meu imaginário, pautado com jogadores já reformados e outros que se calhar nunca chegaram a jogar.
Isso sim, é que eram tempos!
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,9:06 da tarde
Homenagem
Em memória do fecho do jornal, não hesito em ler Vida Inteira do MEC.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,2:11 da tarde
No comments
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,1:35 da tarde
Oú est ma joie de vivre?
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments
,10:04 da manhã
Vizinhos
Acho que vou ter vizinhos novos.
Dentro do melhor estilo de La Comunidad do espanhol Alex de la Iglesia, não hesito em ir espreitar à porta, mas como está demasiadamente suja, não consigo ver nada.
Mas parece-me que os novos inquilinos são brasileiros. Brasileiros.
Os únicos brasileiros que gostava de ter como vizinhos era mesmo o Chico ou o Caetano e isto porque o Jobim já está morto.
A fim de travar um importante passo na integração deles, ouço Gabriel o pensador logo pela manhã.
Mas podem estar descansados que pouco mais farei do que isto.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤ 0 comments