«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
quinta-feira, outubro 26, 2006,4:07 da tarde
No comboio errado
Depois de quase um ano de longo jejum, regressei finalmente a deleitar-me de forma desmedida com uma cidra de pêra.
Lá está, pensarão. Passou-se. Toda a gente sabe que cidra só mesmo de maçã.
Poois não.
Graças à loja sueca do Ikea não me privei de comprar a minha kopparberg com a qual me deliciei de forma soberba.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤