«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
segunda-feira, novembro 13, 2006,9:48 da manhã
Gonçalo Veiga - Rawal Qbir
Este post será tudo menos parcial, pois servirá pura e simplesmente de elogio ao meu soul-mate Gonçalo que conseguiu finalmente figurar no título de um post meu.
Mas isto tem uma razão bem clara:
Para além de irmos no próximo sábado à Amora fazer mais um recital de poesia no espaço AnimaTeatro, ele teve a coragem de apresentar dois momentos no seu blogue. O primeiro com o sketch de uma daquelas músicas que nos remetem para momentos inevitavelmente felizes e que me soa a muitas horas de boa amizade.
Parece que me estou a lembrar dele na sua garagem a confessar-me de forma acabrunhada que tinha escrito uma música que ainda não estava completa, e que nem ele saberia se a iria completar.
O segundo momento prende-se com uma dicção completamente nova do seu muito estimado Poeta em Lisboa de António José Forte, que sofreu uma "pequena" alteração, com a ajuda do seu irmão.
Parabéns rawal!
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤