«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
quinta-feira, dezembro 21, 2006,10:21 da manhã
Livro da Semana

Pois é!
Finalmente me decidi a ler Agustina e fi-lo com ritmos diferentes, à medida que a sua narrativa se ia entrenhando em mim.
Embora não seja como a máxima pessoana da Coca-Cola, a verdade é que a senhora tem jeito para a coisa.
O que mais me surpreendeu foi mesmo o facto de ela conseguir abordar temas relativamente modernos e/ou actuais com a utilização de uma estrutura narrativa de outrora, causando um evidente efeito de estranheza (pelo menos na minha pessoa).
Mas dá para se compreender porque é que ela é uma referência.
Mas também sei que assim de seguida ela não voltará a figurar nos meus planos de leitura.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤