«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
segunda-feira, dezembro 11, 2006,7:18 da tarde
Pinochet



Com isto tudo, esqueci-me de anunciar solenemente que o Pinochet morreu e que mais uma vez a exploração da sua morte tem sido abominável.
Uns choram, outros celebram e os que não têm nada a ver com isso ainda são piores, pois serão os mais efusivos e os únicos que se arriscam a tirar elações de um momento já pouco importante politicamente.
Claro está que me estou a lembrar (assim de repente) de muitos europeus. Radicais. E mais não digo.
Meus senhores e minhas senhoras, Pinochet morreu e tal como aquando da morte do Cesariny, o mundo não está nem um sítio melhor nem pior para se habitar.
 
posted by magnuspetrus
Permalink ¤